sexta-feira, 6 de setembro de 2013

O SERJÃO E O SONHO


Gosto muito de viver.  A vida é um dom maravilhoso, ou uma missão como alguns querem ou até mesmo uma provação pela qual temos que passar, preferem outros.

Prefiro achar que viver é realizar sonhos.  Hoje é aniversário de um dos mais incorrigíveis sonhadores com os quais convivi.

Um dia, há quase quarenta anos, chega esse maluco no balcão de um banco no qual eu trabalhava (e não gostava), e me apresenta uma convocação para jogar na ponta direita de um time de futebol.  O jogo seria no próximo sábado no Campo do Operário. 

Entre perplexo e assustado (com a seriedade do sujeito), dei uma risadinha nervosa e argumentei:
- Mas como isso é possível?  Em futebol, o máximo que faço é assistir o Botafogo domingo à tarde na TV Tupi e fazer um golzinho com o meu time de tampinhas de relógio que eu ganhei do sô Tozatto.

O técnico, inflexível, disse que, como membro do Pitomba (ele havia acabado de me colocar também na banda!), eu não tinha direito de recusar.  E ainda afirmou que eu iria estar em campo com estrelas, como: Silveleno Picorone, Márcio Velasco, Bellini, Nilson Baptista, Carlos Quintino e outros.  O fato é que eu assinei a convocação, disputei aquele primeiro jogo contra o Pingão, depois com os Vicentinos e acabamos jogando algumas partidas “sérias”.  Fiz até gol!

Trinta e cinco anos depois (vejam só!), eu já aposentado e meio sem saber o que fazer da vida, recebo outra convocação da mesma pessoa para “criar um site do Pitomba”.  Mais uma vez, saí com aquela história de que o máximo que eu faço em Internet é ler notícias do Botafogo e baixar (em 72 horas) uma série de TV.  De novo, não colou: hoje estamos aí, juntos, com o Pitomba BLOG.

Sem contar que ele já me fez participar daquelas incríveis serenatas que ele, o Dantinho e o Pedrinho Verardo faziam (eu fui como produtor musical e gravamos uma fita k-7).  Além de atuar, como apresentador, num show do Pitomba.

E é por isso que eu digo: se a vida é realizar sonhos, como eu penso que é, OBRIGADO, AMIGO SERJÃO, por fazer a minha vida ter mais significado!

Parabéns pelo aniversário!  Nossa festa é a sua amizade.

Crônica: Jorge Marin
Foto: Face da Dorinha

7 comentários:

  1. Nilson Magno Baptista6 de setembro de 2013 09:25

    O Serjão é uma figura imprescindível em nossas vidas,como todo sonhador,pois alguém precisa produzir sonhos,para que assim possamos ter o incentivo necessário para também tentarmos realizar os nossos.Parabéns,Serjão,por mais um ano proveitoso de vida!

    ResponderExcluir
  2. Tenho muito orgulho do meu papis! Feliz aniversárioooo!! Te amo!!!

    ResponderExcluir
  3. Este Serjão é o CARA: grande homem, foi grande filho, grande irmão, esposo, pai, tio,cunhado,amigo, companheiro, além de grande cronista,fotógrafo,músico,compositor...sonhador!
    Esta grande pessoa é com todo orgulho meu grande IRMÃO!
    Amamos muito vc. e o abraçamos nesta data festiva. Parabéns!
    Angelo, Edna e família.
    Edna Maria Missiaggia Picorone

    ResponderExcluir
  4. Grande Serjão! Companheiro das peladas no "Ibirapoeira"(quando ainda aguentávamos bater uma bolinha).Parabéns Serjão!
    João Rabello.

    ResponderExcluir
  5. Oi Serjão.
    Por conta das minhas viagens pelas Gerais, tenho acessado pouco a Internet ultimamente, então passei batido por seu aniversário.
    Chego atrasado, mas com sinceros cumprimentos pelo seu níver.
    Desejo a você saúde, paz, amor correspondido e algumas pequenas estripulias para apimentar a vida.
    Parabéns por sua vida produtiva e sincera, pela bela família e pelo talento como escritor amador (e amante) da vida.
    Que venham novos dias, com renovados presentes.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  6. Querido irmão,
    Amo você e amo muito.
    Obrigada por existir e ser meu irmão.
    Parabéns!
    Abraço da Mika e Hélcio

    ResponderExcluir
  7. Serjão:
    Um amigo que muito prezo. Parabéns, que Deus abençoe a sua casa e que lhe dê muitos anos junto a sua amada e seus amados filhos. Fica aqui o meu sincero abraço!!

    ResponderExcluir

BRIGADU, GENTE!

BRIGADU, GENTE!
VOLTEM SEMPRE, ESTAMOS ESPERANDO... NO MURINHO DO ADIL