quarta-feira, 12 de julho de 2017

NOSSO PORTAL


Pegando uma carona nesta triste realidade que é o crescimento da violência urbana no Brasil, realidade esta que não vem poupando nem mesmo nossa terrinha, que resolvemos voltar com esta postagem publicada aqui mesmo no Blog pela primeira vez em 2014:

Sentado recentemente na rodoviária de Juiz de Fora, aguardando pela partida do ônibus pra São João, é que fiquei a lembrar de quando ia muito a Belo Horizonte, e do desejo que sentia de retornar, o quanto antes, à nossa querida Garbosa.

Tínhamos a agradável sensação de que nossa terrinha era o asilo inviolável e que, literalmente, seria, além de ponto final, também nosso porto seguro onde estaríamos protegidos e distantes de tudo aquilo que de ruim, rotineiramente, ficava a acontecer lá fora.

Hoje, diria que nem tanto o céu nem tanto o mar e, mesmo que a saudade ainda aperte e que nossa cidade continue encantadora como sempre, já não se pode, em toda plenitude, sentir aquela sensação tranquila de estar voltando ao berço intangível da outrora “despercebida” cidadezinha, cravada num cantinho de Minas Gerais.

A malha rodoviária, que tanto cresceu por este Brasilzão afora, vindo a encurtar as distâncias e trazendo tantos benefícios a inúmeras cidades, por outro lado, veio a transformar muitas delas, entre as quais nossa garbosa, numa verdadeira ROTA DE LIGAÇÃO. Se antes a nossa vizinha Descoberto era o ponto final, hoje nos tornamos um atraente atalho para o centro-norte do país, sendo que por aqui todos transitam, fazendo uso principalmente de nossas RUAS CENTRAIS e as diversas alternativas de entradas e saídas da cidade.

Os tempos mudaram muito. Sendo assim, por questão de CONTROLE e SEGURANÇA, poderíamos pensar em priorizar apenas duas entradas de acesso, se possível construindo um belo PORTAL, preferencialmente MONITORADO POR CÂMERAS, e as demais vias de acesso com certo grau de dificuldade (redutores de velocidade), visando as chegadas e, principalmente, as SAÍDAS de veículos. Com certeza, teríamos pelo menos, um pouco mais de controle de tudo aquilo que estaria ENTRANDO E SAINDO da cidade.

Esse PORTAL, quem sabe até vindo de uma parceria entre a iniciativa privada e o poder público, seria uma obra alusiva a uma determinada vocação da cidade, que poderia ser referente à INDUSTRIA DE CONFECÇOES, MÚSICA, FUTEBOL  e outros. Um símbolo eternizando e divulgando a marca de um povo, de preferência desenvolvido pelos próprios artistas Sanjoanenses.

Um PORTAL, que além de certo RESPEITO, mostraria que, dali pra frente VIVE UM POVO FELIZ E ACOLHEDOR, ARRAIGADO ÀS SUAS TRADIÇÕES, VALORES E PRECEITOS.

Crônica: Serjão Missiaggia

Foto      : Facebook

4 comentários:

  1. Maravilha! Gostamos muito da idéia do PORTAL, alem de ter um certo respeito como diz o autor ia também embelezar a entrada da cidade.

    ResponderExcluir
  2. Seria um ótimo projeto que também daria boas vindas aos visitantes.Ficaria muito lindo.




    ResponderExcluir
  3. Obrigado, Edna, Mirian e Zé Heleno! As boas ideias só podem se tornar realidade com o apoio e a manifestação de todos.

    ResponderExcluir

BRIGADU, GENTE!

BRIGADU, GENTE!
VOLTEM SEMPRE, ESTAMOS ESPERANDO... NO MURINHO DO ADIL